Av. Fernando Arens, 281 - Jundiaí - SP 11 99665-5536 11 4526-8389

Saiba tudo sobre carga de incêndio

Saiba tudo sobre carga de incêndio

Confira

Nós sempre abordamos em nosso blog sobre os principais assuntos em relação à segurança dos imóveis e o que deve ser feito em casos de emergência. Um destes pontos que ainda não destacamos é o que vamos abordar neste artigo: o que é carga de incêndio?

De forma simplificada, o Corpo de Bombeiros classifica carga de incêndio como a soma das energias caloríficas possíveis liberadas pela combustão completa de todos os materiais combustíveis em um espaço. Isso inclui o revestimento das paredes, divisórias, pisos e tetos.

Ou seja, esse é um dos principais conceitos e é um dos itens mais importantes a serem observados em uma edificação. É analisando este item que vemos todo o potencial do desenvolvimento e agravos de um possível incêndio.

Confira neste texto mais detalhes que são importantes para você que quer entender mais sobre este assunto.

O que é Carga de Incêndio?
O conceito do que venha ser carga de incêndio e, principalmente, o que é um incêndio pode ser definido pela ISO 8421-1, que preconiza que incêndio é a combustão rápida disseminando-se de forma descontrolada no tempo e no espaço, além da NBR 13860, que diz que incêndio é o fogo fora de controle.

carga de incêndio
Desta forma, devemos saber também quais fatores que influenciam para que um incêndio se desenvolva e aumente.

Os fatores vão desde as dimensões da sala ou local; superfície dos materiais envolvidos; distribuição destes materiais sobre este espaço e qual sua quantidade; as características de queima do material envolvido. Além disso, outros pontos devem ser observados, como:

Local do início do incêndio no ambiente;
Condições climáticas (temperatura e umidade relativa);
Aberturas de ventilação do ambiente e entre os ambientes, o que possibilita a propagação do incêndio;
Projeto arquitetônico do local;
Medidas de prevenção de incêndio existentes e de proteção contra incêndio instaladas.
Como um incêndio se inicia?
O incêndio começa, em geral, partir da reação em cadeia entre: combustível, comburente e fonte de calor. Sua propagação segue com a queima dos materiais combustíveis existentes no local.

Dependendo de qual tipo de material e da quantidade, o incêndio pode se agravar ou perdurar por um bom tempo até a combustão total dos materiais presentes na edificação.

Conforme explicamos anteriormente, a carga de incêndio é a soma das energias caloríficas possíveis de serem liberadas pela combustão completa de todos os materiais combustíveis contidos em um espaço.

E se formos incluir todos os componentes de uma construção, podemos denominar como carga de incêndio incorporada.

Há outra denominação que é a carga de incêndio temporal. Este termo é usado para todos os materiais da edificação, tais como peças de mobiliário, elementos de decoração, livros, papéis, peças de vestiário e materiais de consumo.

Temos também a Carga de Incêndio Específica, que segundo a IT 14 de São Paulo, é o valor da carga de incêndio dividido pela área de piso do espaço considerado, expresso em megajoule (MJ) por metro quadrado (m²).

O Regulamento de Segurança Contra Incêndios das edificações e áreas de risco no Estado de São Paulo, instituído pelo Decreto nº 63.911 diz que a carga de incêndio existente, determina a classificação de risco da edificação, podendo ser baixa, média ou alta. Isso determina qual o risco e quais as exigências, seguindo os seguintes critérios:

Risco baixo – 25 metros
Risco médio – 20 metros
Risco alto – 15 metros
Isso ajuda a determinar o dimensionamento dos extintores de incêndio de uma edificação. Vale ainda ressaltar, que a distância máxima entre um extintor e outro, não pode ser mais que o dobro das distâncias já mencionadas acima.

carga de incêndio
Como calcular Carga de Incêndio
Para fazer um Projeto Técnico de Prevenção e Combate a Incêndio (PPCI) é necessário, antes, determinar a carga de incêndio da edificação. Isso pode ser feito aplicados as seguintes metodologias:

Cálculo probabilístico – baseado em resultados estatísticos em função da atividade exercida na edificação em estudo. Importante consultar e ter como base a tabela de cargas específicas por ocupação da Instrução Técnica nº 14/2019 do Corpo de Bombeiros como base. As ocupações do Grupo “J” – depósitos, devem adotar obrigatoriamente a tabela relativa à altura de armazenagem.
Cálculo determinístico – baseado na quantidade e qualidade de materiais existentes no local. É utilizado para edificações destinadas a explosivos (Grupo “L”) e ocupações especiais (Grupo “M”).
Aqui é usado o cálculo de carga de incêndio específica, determinado pelo o valor da carga de incêndio (massa em quilos do material contidos em um espaço, multiplicado pelo fator potencial do componente) dividido pela área de piso do espaço considerado, expresso em megajoules (MJ) por metro quadrado (m²).

Conclusão
Para saber mais sobre este tipo de conteúdo, veja nosso blog. Agora se você precisa de um especialista sobre o assunto, clique no botão abaixo e fale com a Combat Fire.



Gostou? compartilhe!

Whatsapp COMBATFIRE Whatsapp COMBATFIRE